Feeds:
Posts
Comentários

Durante todo o domingo (27/04), o cantor gospel Davison Dfam gravou imagens para um clipe musical usando como locação o Parque Municipal Pedra do Castelo, em Castelo do Piauí e Paraíso das Arraias, em Juazeiro do Piauí.

DSC_0459

DSC_0473

DSC_0496

Dfam veio acompanhado de sua equipe, composta pelo diretor e editor Ismaily Rosendo, do Studio Ismaily Music; Karl Max; Amanda e Talita, contando com o apoio do Pastor David Gomes, da I Igreja Batista de Castelo e Secretaria Municipal de Juventude, Turismo, Esporte, Lazer e Cultura – SEJUV, que tem como secretário Júnior do Zezé, que na ocasião foi representado pelo Coordenador de Turismo Robson Lima, que acompanhou todo o trabalho de gravação e a noite participou de culto evangélico, oportunidade em que o Dfam cantou algumas de suas músicas de maior sucesso.

DSC_0535

DSC_0546

DSC_0572

Pastor David Gomes, Robson Lima (Coord. Turismo em Castelo), Dfam, Ismaily Rosendo e Karl Max

 

“Sempre sou muito bem acolhido em Castelo do Piauí e é por isso que resolvi gravar este clipe aqui. Já havia estado na Pedra do Castelo em 2013 e por isso quis aproveitar as belezas naturais do lugar”, destacou Davison Dfam, que disse que pretende voltar mais vezes à cidade.

Todo o trabalho foi acompanhado de perto pelo Pastor David Gomes e jovens da I Igreja Batista de Castelo.

CLIQUE AQUI para ver todas as fotos na fanpage da Condatur no Facebook.

Mais fotos:

dfam

dfam1

 

dfam2

Na quinta-feira (24/04), ocorreu como parte integrante da programação de 22 anos de emancipação política do município de Buriti dos Montes, uma palestra ministrada pelo arqueólogo Prof. Welington Lage, que apresentou à população buritiense que lotou o auditório do complexo administrativo, tese de mestrado sobre as gravuras rupestres do Cânion do Poti, que teve como tema “As gravuras rupestres do sítio Bebidinha, Buriti dos Montes-Piauí – Documentação, Análise da Linguagem Visual e Levantamento sobre o Estado Geral de Conservação”.DSC_0457

Prof. Welington Lage apresentando tese de mestrado em Buriti dos Montes

Welington Lage veio acompanhado de sua equipe de trabalho composta pela esposa e filha, as também arqueólogas Conceição Lage e Ana Luiza respectivamente, bem como os arqueólogos Ana Carolina e Árlon Facynek. Também estavam presentes o Presidente da Câmara Municipal Lusinaldo Soares; professora Paula Luana; primeira dama Lourdes Soares; José Francisco (EMATER); Padre Chagas (Matriz de Buriti); Anísio (Sind. Trabalhadores Rurais de Buriti); Coordenador de Turismo e Meio Ambiente em Buriti, Benedito Rubens; Coordenador de Turismo em Castelo do Piauí, Robson Lima e os membros da Associação dos Condutores de Turistas e Visitantes de Castelo – CONDATUR, Carlos Henrique e Paulo Clímaco.

DSC_0459

Arqueólogos Ana Carolina, Ana Luíza, Conceição Lage, Welington Lage e Arlon Facynek; Paulo Clímaco (Condatur); Robson Lima (Coordenação de Turismo em Castelo) e Carlos Henrique (Condatur)

PALESTRA TESE MESTRADO WELINGTON LAGE-24.04

Sentido horário: Benedito Rubens (Coord. Turismo em Buriti); Robson Lima (Coord. Turismo em Castelo); Padre Chagas (Igreja Matriz de Buriti) e Vereador Lusinaldo Soares (Presidente da Câmara Municipal de Buriti)

Na ocasião, o autor lembrou o nome da colega de profissão e amiga Ana Clelia, falecida recentemente, que pesquisou a área de estudo e foi sua orientadora. Em seguida a pesquisa foi entregue ao prefeito Valmir Soares, que se mostrou muito empolgado com as pesquisas acerca do potencial arqueológico do Cânion do Poti, tendo participado inclusive da primeira visita técnica feito pelos professores Welington e Conceição Lage ao local.

DSC_0428

Momento em que Welington Lage entregou sua tese de mestrado ao prefeito Valmir Soares, de Buriti dos Montes

 

A tese foi apresentada com louvor em julho de 2013 na Universidade Federal do Piauí, bem como em alguns congressos Brasil afora, e será novamente apresentada durante Congresso Internacional de Arqueologia que acontecerá em julho/2014 na UFPI, evento em que as gravuras de Buriti dos Montes terão destaque.

Mais fotos:

DSC_0419

Prefeito Valmir Soares

DSC_0418

Profª Conceição Lage, esposa de Welington Lage e autora de trabalhos e pesquisas em sítios arqueológicos em todo o Piauí e outros estados

DSC_0433

Auditório lotado durante a apresentação

Clique aqui e veja todas as fotos na página da CONDATUR no Facebook.

 

Distante cerca de 18 quilômetros de Castelo do Piauí, a localidade Tucuns dos Miguel guarda indícios da presença indígena e vários vestígios da passagem do homem primitivo pela região através das inscrições rupestres (gravuras e pinturas) que enfeitam as paredes rochosas de algumas cavernas.

O Castelinho

Encravada em meio a uma vegetação fechada e típica dos sertões nordestinos, uma formação arenítica de mais ou menos 6 metros de altura se destaca no meio de várias árvores de pequeno e médio porte. O Castelinho, como é conhecida essa formação rochosa, possui arcos e pequenas torres que lembram os mais remotos castelos medievais.

Stanley Moore (1 of 1)-21

Castelinho dos Tucuns dos Miguel

 

Vestígios pré-históricos

Além da exuberante beleza o Castelinho possivelmente também serviu de abrigo e moradia para muitas populações indígenas e primitivas que habitaram a região de Castelo do Piauí e o utilizaram para se proteger das intempéries climáticas deixando gravadas em suas paredes muitos registros de arte rupestre.

Stanley Moore (1 of 1)-6

Painel com pinturas rupestres

Furna do Morcego

Próximo ao Castelinho está a Furna do Morcego, uma caverna onde a concentração desse mamífero que voa é muito grande. São centenas de morcegos voando a uma pequena altura que dificulta a permanência no interior da furna por muito tempo. Também há registros arqueológicos em suas paredes, mesmo em menor número, mas de rara beleza.

Stanley Moore (18 of 62)

Furna do Morcedo

 

As pinturas rupestres presentes nas formações rochosas da localidade Tucuns dos Miguel apresentam simples grafismos puros a perfeitos símbolos geométricos, dinamismo em algumas figuras zoomorfas e antropomorfas e estatismos em outras, após uma demorada observação.

Stanley Moore (17 of 62)

Pinturas zoomorfas (animais)

Stanley Moore (12 of 62)

 

Augusto Júnior Vasconcelos

Licenciado em Geografia

Vice Presidente Condatur

Olá amigo leitor.

O blogue da Condatur, que se propõe a divulgar as atividades dos integrantes da Associação dos Condutores de Turistas e Visitantes de Castelo está parado há um ano por motivos diversos, porém, a partir de hoje vamos voltar a atuaizá-lo, inicialmente com três posts ocorridos há mais de uma semana, mas em seguida, atualizaremos de acordo com a cronologia dos eventos.

Contamos com seu acesso.

Na manhã de ontem (05), a Secretaria de Turismo do Estado do Piauí – SETUR, realizou na cidade de Piripiri, reunião de validação do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável – PDITS, do Polo de Teresina, no qual Castelo do Piauí está inserido, e que além deste, conta também com os municípios Teresina, Altos, Buriti dos Montes, Campo Maior, Esperantina, José de Freitas, Lagoa do Piauí, Monsenhor Gil, Pedro II, Piripiri, Piracuruca, União e Santa Cruz dos Milagres.

DSCN9971

Josias e Alexandre (Técnicos consultoria Ambiens); Doraneide Rodrigues (Coordenadora do Prodetur); Miranice (Ténica do MTur)

 

A reunião ocorreu no campus da Universidade Estadual do Piauí – UESPI e foi conduzida pela coordenadora do Prodetur (PI), Doraneide Rodrigues, com a participação da técnica Miranice, do Ministério do Turismo, bem como dos técnicos Josias e Alexandre, da empresa Ambiens, responsável pela pesquisa e elaboração do documento apresentado aos presentes.

O coordenador de turismo em Castelo, Robson Lima, estava presente, ocasião em que levantou alguns pontos que não haviam sido abordados no estudo, bem como correções necessárias, tendo em vista que o PDITS foi elaborado no ano de 2010 e só agora está sendo aprovado. Benedito Rubens, coordenador de turismo da vizinha cidade de Buriti dos Montes, também participou, aproveitando o momento para apresentar projeto de criação de unidades de conservação ao longo do rio Poti, com o intuito de garantir a preservação do cânion, bem como flora e fauna ribeirinha.

A coordenadora do Prodetur, explicou aos presentes que era preciso ficar claro que o PDITS não era de Teresina e sim de um Polo com 14 municípios, e que Teresina já possui seu próprio PDITS onde esses itens, como o turismo de negócios, de saúde e eventos estão bem destacados. “Entendemos a ansiedade de cada representante em procurar destacar o potencial específico das suas cidades no Plano, mas precisamos entender que o PDITS Polo de Teresina deve revelar o diagnóstico dos 14 municípios que o compõe. Aqui não focamos no maior município, ou no que já está mais desenvolvido turisticamente. Nosso objetivo é procurar um retrato do Polo para buscarmos a melhor forma de desenvolvê-lo”, explica.

Outras reuniões serão marcadas para dar continuidade ao trabalho de conclusão do PDITS.

Desde o início do ano de 2012, o Prof. Dr. Guilherme Fernandez Gondolo, biólogo paulista e diretor do campus da Universidade Estadual do Piauí – UESPI, em Campo Maior, desenvolve uma pesquisa no rio Poti, na área adjacente ao Parque Natural Municipal Pedra do Castelo.

A pesquisa ocorre com apoio da Fundação Grupo Boticário e tem como foco o mapeamento das espécies de peixes que ocorrem neste trecho do Poti, bem como no Riacho da Palmeira, que corta toda a extensão do parque e origina a Cachoeira das Arraias.

FOTO1

Robson Lima (Coord. Municipal de Turismo em Castelo), Prof. Dr. Guilherme Gondolo (Diretor Campus UESPI em Campo Maior) e Augusto Júnior (Vice Presidente Condatur)

Na última sexta-feira (18/01), Guilherme Gongolo esteve em Castelo, onde participou de reunião com o Coordenador Municipal de Turismo Robson Lima e o Vice Presidente da Associação dos Condutores de Turistas e Visitantes de Castelo – CONDATUR, Augusto Júnior, onde fez uma breve apresentação dos resultados de seu projeto, que deverá ser encerrado oficialmente em março vindouro. Dentre outras coisas, o pesquisador sugeriu uma parceria com a Condatur e Prefeitura Municipal para que o resultado de seu trabalho seja divulgado através de folders, material digital, banners e outros meios.

“Nesses meses de pesquisa, descobrimos muitas espécies exóticas naquela parte do Poti, muitas delas oriundas de outras partes do Brasil, como a Bacia Amazônica. Caso continuássemos com as coletas de espécimes, seria bem provável que encontrássemos peixes raros na região”, pontuo Guilherme Gondolo.

 

Clique aqui e acesse facebook da Condatur

No último sábado (19/01), um grupo de 90 pessoas formado por alunos, professores e coordenadores da Escola Auristela Soares Lima, da Rede Estadual de Ensino na capital piauiense esteve em Castelo do Piauí visitando durante todo o dia alguns atrativos turísticos.

DSCF0292

O roteiro visitado começou pelo Parque Natural Municipal Pedra do Castelo, onde foram conduzidos pelos guias locais Augusto Júnior, Calos Henrique, Naldo Oliveira, James Alves, Iandra Lima e Edson Viana, todos membros da Associação dos Condutores de Turistas e Visitantes de Castelo – CONDATUR. Na ocasião o grupo conheceu todo o potencial que o atrativo possui, começando pela íntima ligação do suntuoso castelo rochoso com a história da cidade de Castelo do Piauí. Os guias abordaram os vários tipos de turismo que pode ser praticado, principalmente o religioso, responsável pelo maior fluxo de visitações, que ainda são feitas de forma desordenada, mas no decorrer deste ano com a implementação do Plano de Manejo do Parque, deverá ser feita obrigatoriamente com a presença de um condutor (guia local de turismo).

DSCF0298

Condutores Iandra Lima, Naldo Oliveira, Carlos Henrique, Augusto Júnior, James Alves e Edson Viana

Em seguida percorreram a trilha que dá acesso à Cachoeira das Arraias, cuja queda d’água ainda não está em sua plenitude, o que deverá ocorrer em breve, tendo em vista que já estamos em pleno período chuvoso.

DSCF0323

Cachoeira das Arraias

O almoço foi servido no Meire Restaurante e Pizzaria e na parte da tarde todos foram até a fábrica da Cachaça Mangueira, onde conheceram todas as etapas da fabricação da bebida. O sítio arqueológico Ninho do Urubu, situado na comunidade Picos dos André, também fez parte do roteiro, que foi concluído com uma parada em parreiral na zona urbana, com uvas das variedades verde e roxa, que já é passagem obrigatória para todos os turistas que passam pelo município.

DSCF0335

Almoço foi servido no Meire Restaurante e Pizzaria

A visitação acompanhada por um ou mais condutores de visitantes é importante, porque além de o turista conhecer a história local e as lendas que envolvem cada atrativo, também está envolvida a questão da segurança, pois nos atrativos naturais há sempre o perigo de insetos como abelhas, marimbondos e alguns animais peçonhentos. O condutor conhece a trilha, sabe onde estão as colmeias e o que fazer para não provocar as abelhas, conhece o percurso mais adequado a cada perfil de grupo, além do que, sua presença garante a preservação do local, diminuindo ou mesmo eliminando os impactos negativos causados pela visitação, como pichações, lixo, dentre outros.

 

Mais fotos:

DSCF0281DSCF0285DSCF0286DSCF0288DSCF0304DSCF0316DSCF0337DSCF0347DSCF0350DSCF0353DSCF0371DSCF0374DSCF0379DSCF0382DSCF0383